Cuidando de quem cuida: felicidade real é compartilhada

Publicado em 27 de agosto de 2020
Cuidando de quem cuida: felicidade real é compartilhada

É cuidando de quem cuida de nós que demonstramos o quanto essas pessoas são importantes em nossa vida. Entenda mais sobre o assunto.

Todos sabemos que a vida é cíclica. Como uma roda gigante: em um momento estamos lá cima, e no outro, mais pra baixo. É fundamental aceitarmos isso, e entendermos que “não existe bem que sempre dure, ou dor que nunca acabe”. Com as nossas relações sociais e afetivas, é a mesma coisa – às vezes somos consolados, às vezes consolamos. Fundamentada na confiança, essa troca é um dos alicerces dos bons laços que criamos ao longo da vida. O outro alicerce é o cuidado mútuo. É cuidando de quem cuida de nós que valorizamos as pessoas que realmente fazem a diferença em nossa vida. Por isso, o assunto merece bastante atenção.

Até porque essa é uma dinâmica que, em tese, nunca termina. Mas que tem um começo: quando nascemos, e durante quase toda a infância, que é o período em que cuidam de nós. A partir daí, tendemos a assumir também a posição de cuidadoras e cuidadores, seja de irmãos mais novos, primos, amigos, o que for. Começamos a entender que nossas relações são como plantinhas, requerem cuidados e carinhos contínuos – de ambos os lados.

Cuidando de quem cuida: algumas dicas do que não pode faltar

Se você tem plantas em casa, com certeza não se esquece de regá-las, podá-las, de conversar com elas, de colocar fertilizante etc. Com as pessoas que você ama, e que você sabe que te amam de volta, é a mesma coisa. É preciso procurá-las para saber delas, de como estão, se precisam de algo, ou se apenas querem conversar. Porque você sabe que é o que elas fariam isso por você. 

Então, uma primeira dica, e talvez a mais importante para você estar sempre cuidando de quem cuida, é: cultive a relação. No sentido literal de cultivar um jardim, mesmo. Regue, converse, apare as arestas. Acima de tudo, mostre para as pessoas que você se importa com elas. Tente encontrá-las com alguma regularidade, coloque na agenda ligar para elas sempre que puder. Sabemos que às vezes isso dá trabalho, e que é preciso fazer um esforço. Mas quem garante que esse esforço não acontece no momento em que a pessoa mais precisa? É o tipo de coisa que não se esquece, e que certamente voltará a você por meio de gestos de cuidado, também.

Cuidados com a saúde física

Ao amarmos uma pessoa, queremos que ela fique por perto o máximo de tempo possível. Por isso, quando estamos cuidando de quem cuida de nós, precisamos atentar também para a saúde física dessa pessoa, da mesma forma que atentamos para a nossa. Tá certo que ela pode te achar uma chata ou um chato; mas, no fundo, ela vai saber que isso é para o bem dela.

Então, aqui valem aquelas dicas básicas, mas sempre fundamentais:

Hidratação

Água é vida, principalmente em dias mais quentes. Por isso, fique no pé da pessoa querida, pra que ela sempre tenha uma garrafinha por perto. Se ela não for muito fã de tomar água pura, coloque rodelas de limão, laranja, pedacinhos de gengibre ou folhas de hortelã para deixar a água mais saborosa.

Atividade física

Caminhadas, academia, dança, hidroginástica, tênis… O importante é se movimentar! E o legal é que vocês podem fazer atividades em conjunto. Assim, vocês se estimulam e ficam firmes no propósito!

Check-ups

A partir de certa idade, os exames são ainda mais importantes. É natural que nós mesmos deixemos para lá, por medo ou outro motivo; mas só com eles conseguiremos manter a saúde em ordem. Por isso, procure estimular as pessoas amadas a sempre fazerem check-up – e aceite que elas cobrem de você, também.

Esperamos que essas dicas ajudem! Lembre-se de que cuidar é um gesto de amor – que certamente voltará para nós.

Compartilhar

Botão Whatsapp