Há momentos em que é bom ficar sozinha?

Publicado em 2 de outubro de 2020
Há momentos em que é bom ficar sozinha?

O ser humano é social, precisa da convivência com o outro. Mas há momentos em que é bom ficar sozinha e isso não é sinal de fracasso.

A solidão é, em geral, vista como algo ruim, relacionado a tristeza e ao abandono. E, sim, isso existe. Essa solidão do abandono, do sentir-se sem ter com quem contar é um fator de risco para muitos problemas de saúde.

Porém, existe uma solidão do bem, quando o estar só traz coisas boas pra vida e é sinal de saúde e não de doença. Isso acontece quando ficar sozinha é uma escolha, o que é muito diferente daquela solidão do abandono e da indiferença, quando a pessoa pode até estar rodeada por outros mas, ainda assim, se sente só.

Ao escolher ficar sozinha para refletir, passar um tempo em silêncio, dedicar-se com mais cuidado a um projeto, descansar de uma fase complicada, recuperar-se de um momento difícil, ou simplesmente porque está com vontade de se curtir, você pode até se deparar com pensamentos difíceis de encarar, mas isso não é um caso de doença. Se a solidão é voluntária e você começa a se sentir mal, pode rapidamente pedir ajuda à família e aos amigos e retomar um contato social que a faça se sentir melhor.

Por que, afinal, é bom ficar sozinha?

A primeira questão tem a ver com autoconhecimento. Em geral, quando ficamos sozinhos tendemos a refletir mais, ponderar prós e contras de uma situação, encontrar a calma e não agir por impulso. É como se fosse uma inspiração profunda, uma pausa, uma forma de recolocar as ideias no lugar.

Mas tem a ver também com certa liberdade. Quem sabe ficar sozinha costuma desfrutar de prazeres muito grandes na vida porque não depende de ninguém pra isso, não precisa buscar a aprovação do outro. E isso é libertador.

Muitas pessoas acabam, nestes momentos, encontrando um propósito, um novo hobbie, um novo amor, um estilo de vida mais saudável e até reencontrando antigos prazeres e amigos. O ficar sozinha pode levar a uma abertura maior para o contato com o novo.

Apesar destes “benefícios”, a solidão voluntária ainda é vista com olhos tortos por quem acha que ir ao cinema sozinha ou ficar em casa em uma sexta à noite sem companhia é um sinal de fracasso.

Esse é um ponto a ser desmistificado, já que é importante que a gente goste e saiba lidar com a nossa própria companhia. Afinal, é ela que vai estar conosco até o fim.

Os sinais da solidão do bem

A palavra usada para se referir a essa solidão voluntária é solitude, que tem a ver com buscar a paz, a meditação, a calma. É estar sozinha, mas alegre. E existem sinais de que a sua solidão é essa do bem. Fique atenta a eles:

  • É totalmente voluntária, ou seja, você está sozinha porque escolheu, porque quer e julga que aquilo é importante no momento.
  • Você fica tranquila e se sente bem neste período sozinha, mesmo que encontre pensamentos difíceis de encarar.
  • Mesmo sozinha, você consegue manter bons relacionamentos com as outras pessoas.
  • Você sabe que pode retornar ao seu círculo social sempre que tiver vontade

Se você gosta de ficar sozinha e sente estes sinais, fique tranquila que a sua solidão é do bem! Se você nunca experimentou ficar sozinha, faça um teste. Comece tirando pequenos momentos ao longo dia, faça uma caminhada sem companhia, ouça música sozinha, tente ficar um pouco em silêncio. Aos poucos, você vai descobrir por si mesma porque, de vez em quando, é bom ficar sozinha!

Compartilhar

Botão Whatsapp