Inteligência emocional: aprendendo a pensar com o coração

Publicado em 27 de agosto de 2020
Inteligência emocional: aprendendo a pensar com o coração

A inteligência emocional é a capacidade de conhecermos a fundo o universo das emoções. Saiba mais sobre esse conceito tão importante.

Talvez você conheça uma música da dupla norte-americana Simon & Garfunkel chamada “The sound of silence” (“O som do silêncio”, em português). A canção ficou mundialmente famosa pela linda melodia, pelas doces vozes de Paul Simon e Art Garfunkel, e também por tratar de solidão de uma forma bastante poética. O primeiro verso da música é particularmente conhecido: “Hello darkness, my old friend” (“Olá escuridão, minha velha amiga”). De bate-pronto, você pode achar que isso não tem nada a ver com inteligência emocional; mas é exatamente o contrário.

De forma resumida, a inteligência emocional é a capacidade de conhecermos a fundo o universo das emoções, para aprendermos a lidar com elas, a usá-las a nosso favor. E claro que o primeiro passo para isso é mergulhar nas nossas próprias emoções. Ou seja, é entendê-las e aceitá-las, como costumamos fazer com uma grande amiga ou amigo. E isso, tantos com as boas emoções quanto com as más. Tanto a nossa luz quanto a nossa escuridão. Pensando assim, faz sentido a conexão da música com inteligência emocional, não? 

A essência da inteligência emocional

Se você fizer uma pesquisa no Google, vai encontrar centenas de textos, com milhares e milhares de referências e dicas, nas mais diversas áreas e profissẽs. Mas é fácil se perder por aí. Por isso, aqui queremos deixar um ponto bem claro: a inteligência emocional é uma qualidade essencialmente humana. Não importa se somos executivos, artistas, esportistas, ou o que for: desenvolver a nossa inteligência emocional implica desenvolver o nosso lado humano. 

Afinal, IE, como falam por aí, é pensar com o coração. Quem disse isso foram dois pioneiros nesse campo, os psicólogos norte-americanos Peter Salovey e John Mayer. Em 1990, eles publicaram um artigo que hoje é considerado fundador, porque ajudou a consolidar o conceito de inteligência emocional no meio acadêmico. 

IE em quatro pontos

O próprio texto já leva o título de “Inteligência emocional”, e os autores a definem como uma “capacidade de perceber e exprimir a emoção, assimilá-la ao pensamento, compreender e raciocinar com ela, e saber regulá-la em si próprio e nos outros”.  

De acordo com Salovey e Mayer, a inteligência emocional tem quatro alicerces:

  • Percepção das emoções: é a precisão com que nós identificamos as emoções;
  • Raciocínio por meio das emoções: é o uso das informações emocionais para facilitar o raciocínio;
  • Entendimento das emoções: é a compreensão de emoções nem sempre evidentes;
  • Gerenciamento das emoções: é a nossa capacidade de lidarmos com nossos sentimentos.

Aliás, esse último ponto – gerenciar emoções – é explorado por outro nome fundamental nesse campo: o psicólogo norte-americano Daniel Goleman. Ele descreve a inteligência emocional como a capacidade de gerenciarmos nossos sentimentos, de modo que eles sejam expressos de maneira eficaz. Se você quiser se aprofundar no assunto, recomendamos a leitura do livro best-seller dele, que se chama… Adivinha?

Conhece-te a ti mesma

Esse assunto tem a ver com alguns tópicos de que já tratamos aqui no blog, como autocompaixão. E, num nível mais profundo, a inteligência emocional está muito ligada ao autoconhecimento. Porque entender e gerenciar nossas emoções, ou pensar com o coração, tem a ver com conhecermos os nossos limites e as nossas potencialidades. 


Quando fazemos isso, aprendemos não só a nos respeitar, mas também a ficar atentos aos nossos sinais. Sabe aquela intuição feminina, que parece mágica? O sexto sentido? O feeling? De certa forma, tudo está relacionado à inteligência emocional. São o nosso intelecto e os nossos sentimentos trabalhando juntos para criar o novo, e para que possamos extrair o melhor de nós mesmos, da vida. E também para que nos acostumemos com a escuridão que eventualmente aparece – quem sabe até fazendo amizade com ela.

Compartilhar

Botão Whatsapp