Aprender a se reinventar: um dos mais valiosos segredos da vida

Publicado em 14 de setembro de 2020
Aprender a se reinventar: um dos mais valiosos segredos da vida

A vida muda a todo momento e saber se reinventar é a melhor forma de acompanhar essa dinâmica e ser feliz. Entenda a importância e urgência de começar já.

Temos uma pergunta séria: você está onde gostaria de estar? Não falamos de profissão, mas da vida no geral. O seu dia a dia é aquele que você queria que fosse? Sabemos que a resposta não é simples, porque envolve muitas coisas. E sabemos, principalmente, que às vezes temos que aceitar e respeitar os rumos da vida, as mudanças que ela impõe. Só que em algum momento você precisa retomar as rédeas e mostrar quem é que manda. São os tais períodos de balanço, usados para realizar uma análise abrangente da situação e, se for o caso, tomar a decisão de se reinventar.

Antes de mais nada, vale lembrar que as mudanças podem acontecer em qualquer momento, sem limites de idade. E são muitos os exemplos de transformações radicais que podem te inspirar. Um dos mais interessantes é o Papa Francisco: antes de ingressar na vida religiosa, o argentino Jorge Mario Bergoglio teve vários empregos diferentes. O homem que viraria Papa trabalhou como faxineiro, técnico de laboratório e até como segurança em um bar na Argentina. 

Outro exemplo é o da apresentadora Ana Maria Braga. A jornalista natural de São Joaquim da Barra (SP) despontou na carreira de apresentadora em 1992, quando tinha 43 anos, com o programa Note e Anote, da TV Record. A partir daí, a trajetória dela é bem conhecida. Podemos mencionar ainda a Palmirinha, aquela simpática senhora que faz receitas deliciosas na TV: a primeira vez em que ela apresentou um programa de culinária foi em 1999, na TV Cultura, quando tinha 68 anos. 

Se reinventar não é só mudar de profissão

Os exemplos acima são profissionais, mas a capacidade de se reinventar vai muito além disso. Significa entender, bem lá no fundo, que as coisas nunca serão as mesmas para sempre – e que você nunca será a mesma para sempre. Afinal, uma das regras de ouro da vida é a impermanência. Existe até uma frase famosa que define bem essa dinâmica: “quando você acha que encontrou as respostas, vem a vida e muda as perguntas”. Precisamos estar preparadas para isso, com a cabeça arejada e a disposição lá em cima. Ou o risco de frustração será alto! 

E também não estamos falando só de grandes mudanças, que muitas vezes exigem longos processos de imersão – inclusive, aqui no blog tem textos que também podem te ajudar nesse sentido, como este sobre autocompaixão ou este sobre visão de futuro. Pequenas reinvenções na rotina também fazem maravilhas por você. De alterar o trajeto da caminhada pelas manhãs a viajar para um lugar totalmente diferente daqueles a que você está habituada, passando por arriscar uma receita nova no jantar, ou aprender um idioma, ou ainda um instrumento musical… 

Enfim, são atitudes como essas que trazem novos ares para a vida, que injetam ânimo em nós. Daí vem a importância de se reinventar sempre, seja nos pequenos detalhes ou em grandes aspectos. Porque é assim que a vida pode permanecer sempre uma fascinante novidade – e que nós podemos renovar o ânimo diante dela.

Compartilhar

Botão Whatsapp